terça-feira, novembro 24, 2009

Sobre Piet Hein e seus Grooks

Hoje, para desanuviar das elucubrações anteriores, vou para o Álvaro que está a escrever um novo texto para o seu blogue. Vou dar-lhes a conhecer um poeta que descobri há uns 30 anos atrás, num livrinho comprado num alfarrabista:


Piet Hein

Talvez agora já tenham ouvido falar nele, é um dos milagres da NET, tornar a informação ínfima acessível à multidão máxima!
Mas ainda assim, a maioria dos portugueses desconhece este poeta dinamarquês. Não vou falar sobre o poeta, uma vez que podem facilmente pesquisar sobre ele no Google - vejam o link que coloco no fim deste texto.
Agora vou apenas colocar aqui alguns dos seus poemas, que traduzi para português. Procurei manter o sentido essencial de cada um, e fiz a tradução também com rima, o que, como compreendem, não é fácil. Por isso, coloco, a par, a versão inglesa, para que, quem sabe mais inglês e português que eu, se possa abalançar a corrigir as minhas traduções e a fazer melhor. Estejam à vontade para criticar...
Cá vão, então:

Man is just the missing link*,
Fondly thinking that he can think!

O homem não passa do elo perdido*
Julgando que pensa, muito convencido!

*Pesquisem na NET, também, o que é o célebre “Elo Perdido”;

Outro:

A TOAST

The soul may be a mere pretence,
the mind makes very little sense.
So let us value the appeal
of that which we can taste and feel.


UM BRINDE

A alma pode ser mera ilusão
A mente, tão sem razão
Vamos então dar ouvidos
Ao que dizem os sentidos

E outro:

ATOMYRIADES

Nature, it seems, is the popular name
for milliards and milliards and milliards
of particles playing their infinite game
of billiards and billiards and billiards.


ATOMIRÍADES

A Natureza, parece, é o nome que dá a gente
A milhares e milhares e milhares
De partículas jogando infinitamente
Bilhares e bilhares e bilhares...

Mais outro:

WHAT PEOPLE MAY THINK

Some people cower and wince and shrink,
owing to fear of what people may think.
There is one answer to worries like these:
people may think what the devil they please.

Pelo que os outros possam pensar,
Há quem se acobarde, hesite, se encolha...!
Só há um remédio p'ra disto sair:
As pessoas que pensem o que lhes der na bolha!

O Piet Hein também não fugia ao tema do sexo. Vejam estas:

DREAM INTERPRETATION
Simplified.


Everything's either concave or -vex,
so whatever you dream
will be something with sex.

A INTERPRETAÇÃO DOS SONHOS - Simplificada:

Tudo o que existe ou é côncavo ou é convexo
Portanto, o q quer q sonhes
Tem sempre a ver com sexo!

Outro – este vem acompanhado dum desenho do autor (vejam o desenho dele seguindo o "link" lá em baixo), mas que, aqui, substituo por outro, lá em cima, da minha autoria:

THE LITTLE MERMAID'S LITTLE SISTER*

The Little Mermaid's Little Sister was also partly girl and cod

though in a way which those who kissed her found odd....
but which, well worth to mention,
though at first sight absurd,I, with my fond intention,
preferred.

A IRMÃ DA SEREIZINHA*

A irmã da sereiazinha também era, parte peixe, parte menina
Embora duma maneira que quem a beijava, Estranhava…
Mas, embora, à primeira vista, eu ache que repelia,
Uma parte de mim, confesso,
Preferia...

*Pesquisem também no Google imagens, ”A Sereiazinha”. E, para começarem a pesquisar sobre o Piet e sobre os seus "Grooks", podem entrar por aqui:

http://ias.au.dk/fileadmin/internationalstaff.au.dk/UIC/Presentations/Piet_Hein_engelsk_redigeret.pdf

1 comentário:

Belle Neves disse...

Amigo Álvaro!

Vim lhe fazer uma visita e deixar o meu carinho no teu blog interessante e original - gosto!

Ainda não havia conhecido o poeta dinamarquês Piet Hein, acabei de conhecer um pouco lendo o que escreveste e algumas linhas a mais no wikipédia.
(Tendo Hein sido marinheiro desde muito jovem e navegado muito tempo de sua vida, entende-se a imagem da sereiazinha...deve ter dado beijinhos em muitos peixes sonhando com o sexo oposto.)

Gostei dos versos(das rimas que fizeste) embora questione algumas palavras e sentidos - o que não cabe aqui. Tenho pra mim que alguns versos não devem ser discutidos ou mesmo entendidos... lemos, aceitamos eles de acordo com o que sentimos... gostamos ou não.
Muito bom meu passeio por aqui!


Fique com um abraço meu.

(Por obséquio, onde você posta suas poesias, poeta?)

Belle Neves