sábado, dezembro 06, 2008

Leitura Em Diagonal


Pois é, os textos do meu blog são lidos em diagonal… Isto, depreendo eu de certos comentários, aqui no blog ou de amigos que comentam em directo!... Vários confessam mesmo: “li assim em diagonal” - fazendo um trejeito como se a desculparem-se…


Mas não faz mal, afinal é mesmo assim que na NET, se lê a maior parte do que pesquisamos, a informação é tanta que não poderia ser de outra maneira. É assim também que muitas vezes leio os blogs que visito…

E recebi críticas de que o meu blog é massudo, os textos são muito compridos, têm poucas ilustrações, vídeos, animações…

Mas para mim, isto começou por ser um arquivo dos meus escritos e agora é um diário de reflexões. Não escrevo para deliciar os leitores, para ganhar audiências. Eu escrevo para mim! Lendo-me depois, consigo reflectir melhor sobre o que pensei, e analisar melhor o que escrevi.

Mais tarde, descobri que aparece gente a ler e a criticar. E que essas críticas são, dum modo geral, muito úteis e fazem avançar as minhas reflexões. Refiro-me, claro, às críticas contestantes, questionando. Essas críticas às minhas opiniões têm-me ajudado a esclarecê-las, ajustá-las, aperfeiçoa-las, corrigi-las e, até, a abandona-las. Em qualquer dos casos, ajudaram-me a maturar e evoluir. Portanto, descobri que quero ter esses leitores interventivos e contestatários. E, concerteza os outros, também.

As críticas elogiosas e corroborativas são simpáticas, sabem bem, mas pouco me ajudam nos raciocínios, são agradáveis porque me enchem o ego, mas mais nada, apenas sublinham o efeito “Feira das Vaidades”, conforme senti desde o momento da fundação do blog, dando-lhe esse título (vejam o primeiro texto que aqui coloquei, já lá vão dois anos!)...

Portanto, o meu blog vai continuar assim, e os leitores, talvez a maioria, a continuar a lê-lo em diagonal. O que não deixa de ser bom…!

E para animar o blog, lá pus um desenho de minha autoria à cabeça…

5 comentários:

Fernando Andrade. disse...

Há críticas cruéis, sem fundamento
Que ousam dizer que os textos são "massudos"
Lêem "em diagonal ", atrevimento
Que os não deixa pensar nos seus conteúdos.
Mas ele gosta disto! Dá-lhe alento,
E os que o contradizem ficam mudos
E acerca da triste animação…
Está bem…faz-se um desenho mesmo à mão!

Abraço.
FA

Dad disse...

_________________Paz
_______________União
______________Alegrias
_____________Esperança
____________Amor Sucesso
___________Realizações Luz
__________Respeito harmonia
_________Saúde solidariedade
________Felicidade Humildade
_______Confraternização Pureza
______Amizade Sabedoria Perdão
_____Igualdade Liberdade Boa sorte
____Sinceridade Estima Fraternidade
___Equilíbrio Dignidade Benevolência
-------------Força Tenacidade
----------------- Prosperidade
--------------- Reconhecimento
_______________!!!!
_______________!!!!
_______________!!!!
----------------FELIZ NATAL
---------------------DAD

Álvaro disse...

Estou a tentar perceber o que levou o DAD a escrever "solidariedade" com inicial minúscula...
(Esta, não li em diagonal!)
Obrigado, DAD & demais leitores, Felicidades para todos...!
Álvaro

Manuel Marques disse...

Amigo Álvaro!

Essa cena de ler em diagonal é para as pessoas desculparem-se que não têm tempo, ainda assim manifesta o seu interesse e isso deve motivar a escrever-te.

Pois meu caro amigo, eu como contestatário natural que sou digo-te que massudo é aquele que fica sempre calado, como se o mundo avançasse nos silêncios ensurdecedores.

Leio-te e quero reciprocidade em comentários, bons ou atrozes porque escrevo como o raio e nunca para mim, apenas de mim sempre a pensar em quem pegue no que escrevo, sem regras, sem prazos, apenas dando largas à imaginação.

Talvez sintas a falta de gente que te estimule intelectualmente, a mim sucede-me o mesmo quando me deparo com gente arrogante que sublima a sua estupidez em vez de assumir a sua real pequenez.

É interessante ler-te, e para te criticar um texto como deve ser há que o ler todo, porque há sempre qualquer coisa que escapa quando se lê em diagonal.

Eu tenho tempo quando me apetece, seja preto, branco, amigo ou inimigo e lamento desapontar-te quando me apetece aplaudir a tua irreverência ou vontade de a ter quando todos apenas te aplaudem!

Parabéns por essa sede de irreverência e sim coloca mais uns vídeos, umas imagens e uns tantos textos, massudos ou ossudos, o tempo encarregar-se-á da sua erosão e então aí se verá da necessidade de te criticar, de forma inteligente apenas e só, porque não penso que queiras de outra maneira!

Assim sendo voltarei aqui com mais tempo (que o tenho em conjunto com o cansaço em paralelo) para comentar o que ainda não comentei, reler o que já comentei (o teu importante blogue dá para isso)!

Grande abraço e um excelente 2009!!!

maria filomena disse...

O que este teu último amigo diz, não pode ser mais verdadeiro!
Intervir socialmente é isto mesmo...
Por outras palavras, "água mole em pedra dura, tanto dá até que fura!
Não te arrependas de falar, de escrever, de seres tu... Todos somos diferentes, não devemos ser cópias de ninguém...
Quem é genuíno e autêntico e transporta valores de Justiça, Solidariedade e amor pelo próximo, não deve temer...
Que importa o silêncio? Por vezes é mais frutífero que comentários bobos!
'Tá-se bem...